Golpe online através da versão desatualizada do Java rouba dados bancários de brasileiros.

Boy in the Browser

É de dar medo e ficar muito atento.

Com a facilidade de efetuarmos pagamentos online, os cibercriminosos têm investido cada vez mais em formas de infectar nossos computadores e assim sendo, roubar nossas senhas de banco. Como se não bastasse eles aprimoraram a versão do código malicioso “Boy in the Browser” (Menino navegador) que nasceu em julho de 2009.

O golpe no Brasil já atingiu uma série de usuários, especialmente os que utilizam os navegadores Internet Explorer, FireFox e Chrome com a versão do Java desatualizada e para piorar ainda não encontraram uma forma específica de combater essa invasão.

Boy in the Browser

Os criminosos se aproveitam do Java, responsável por rodas APIs de bancos como o teclado virtual alterando a configuração do navegador e lhe direcionando para códigos maliciosos no proxy e a pessoa acaba inserindo suas informações numa página falsa, divulgando assim todos os seus dados para os criminosos.

Infelizmente o simples fato de visitar uma página na internet poderá infectar seu computador sem que você perceba, portanto as dicas para prevenir são as seguintes:

* Mantenha seu Java Atualizado ou se você não o utiliza, desative-o.

Internet Explorer: Entre em Ferramentas > Opções da Internet. Na aba “Programas”, clique no botão Gerenciar complementos. Na lista, procure o Java. Clique nele e então no botão Desabilitar.

Firefox: O uso do plugin NoScript ajuda muito a proteger o internauta durante a navegação. Em Ferramentas, Complementos, Plugins, basta clicar em todos os itens sobre Java na lista e então em “Desativar”.

Chrome: É preciso acessar o endereço chrome://plugins. O Java estará na lista. Basta desativar. Nessa mesma tela é possível ativar o leitor embutido de PDFs do Chrome.

tela java

* Fique atento as cores das notificações falsas do Java, pois elas são diferentes das originais e vem acompanha de uma mensagem de que o “applet é suspeito e não deve ser executado”.

* Preste muita atenção nos cadeados de segurança dos sites bancários, que dão autencididade à página e fiquem atentos ao pedido de informações além das usuais.

* Qualquer imagem ou mensagem estranha, saia imediatamente do site.

Vamos ficar na torcida para que os desenvolvedores de soluções de segurança encontre uma forma específica de combater o “Boy in the Browser”.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s